Seis razões para fechar parceria com uma empresa de manutenção multivendor independente (TPM)

Versão Inglês:
Disruption in business occurs when a solution performs a task better than the current options — and at a lower cost. Greater productivity and reduced expenditure help start a chain reaction of innovation and development as time and resources can be directed towards growth.

Third-party maintenance (TPM) providers have disrupted the traditional IT maintenance market by allowing businesses the opportunity to sidestep the ‘programmed obsolescence’ of IT equipment, and extend the useful life of their networking, server and storage assets by up to five or even ten years.

Conversion from traditional manufacturer to TPM support is now happening at an unprecedented rate. Why? Because TPM providers continually demonstrate the value they can bring to an organization by offering flexible, comprehensive IT support solutions for up to 80% less than what the original equipment manufacturer is prepared to offer.

In addition to the financial savings, the disruption stems from the increased utility, ROI, and sustainability that product-agnostic TPM providers offer.

Where OEMs (original equipment manufacturers) are incentivized to push upgrades at EOSL (End of service life) dates, third-party maintenance business models are focused entirely on the customer, rather than a product. This means they are able to support a worldwide portfolio with a single point of contact, offering the same quality of service and technical expertise, regardless of location.

TPM providers also contribute to the growing need for sustainability via level 3 equipment maintenance and support, replacement or repair of enterprise and data center hardware, on-site engineering assistance, remote monitoring, operating support, and consulting expertise. Infrastructure audits can also demonstrate which IT assets can be rolled over after warranties expire, and identify opportunities for repair, reuse and recycling.

By extending the life of IT equipment, needless e-waste is prevented. Raw materials are saved from new production cycles. As companies set internal sustainability targets and forthcoming legislature, such as ‘Right to Repair’, are passed, the interest and appeal around TPM will only continue to grow.

Companies everywhere are now reassessing their priorities and making the smart move to third-party maintenance. To read more about the six compelling reasons to make the switch- Download our white paper today.

Versão Português:

Seis razões para fechar parceria com uma empresa de manutenção multivendor independente (TPM).

A ruptura de um mercado ocorre quando uma solução executa uma tarefa melhor do que as opções atuais – e a um custo menor. Maior produtividade e gastos reduzidos ajudam a iniciar uma reação em cadeia de inovação e desenvolvimento, uma vez que tempo e recursos podem ser direções para o crescimento.

Os provedores de manutenção multivendor (TPM) balançaram o mercado de manutenção de TI tradicional, permitindo às empresas terem a oportunidade de contornar a ‘obsolescência programada’ dos equipamentos de TI, e estender a vida útil de seus ativos de rede, servidores e storages em até cinco ou até dez anos.

A migração do suporte fornecido pelos fabricantes tradicionais para empresas de manutenção independente sendo realizada a um nível sem precedentes. Por quê? Porque as empresas TPM, têm continuamente demonstrado o valor que podem agregar a uma companhia ao oferecer soluções abrangentes e flexíveis de suporte para TI a custos significativamente menores (até 80% em alguns casos), em comparação à manutenção oferecida pelos fabricantes.

Além da economia financeira, esta mudança é resultado do aumento de ROIs, produtividade e a sustentabilidade que os provedores de manutenção independentes oferecem.

Enquanto os OEMs (fabricantes de equipamentos originais), são incentivados a forçar atualizações nas datas EOSL (fim da vida útil), os modelos de negócios de manutenção multivendor são focados inteiramente no cliente, em vez de em um só produto. Isso significa que eles são capazes de suportar um portfólio mundial com um único ponto de contato, oferecendo a mesma qualidade de serviço e um alto conhecimento técnico, independentemente da localização.

Os TPMs também contribuem para a necessidade crescente de uma TI mais sustentável, por meio de: manutenção e suporte de equipamentos de nível 3, substituição ou reparo dos equipamentos corporativos e de data center, assistência de engenharia no local, monitoramento remoto, suporte operacional e sua experiência em consultoria. As auditorias de infraestrutura também podem demonstrar quais ativos de TI podem ser transferidos após a expiração das garantias e identificar oportunidades de reparo, reutilização e reciclagem.

Ao estender a vida útil do equipamento de TI, o lixo eletrônico desnecessário é evitado. As matérias-primas são poupadas de novos ciclos de produção. À medida que as empresas definem metas de sustentabilidade internas e legislações futuras, como “Right to Repair” são aprovadas, o interesse e o apelo em torno do TPM só vão continuar a crescer.

Empresas em todos os lugares do mundo estão agora reavaliando suas prioridades e fazendo uma mudança inteligente para a manutenção multivendor. Para ler mais sobre as seis razões para fechar essa parceria, faça o download do nosso whitepaper hoje mesmo.

COMPARTILHAR:

Enquire now