Estudo da Evernex encontra potencial inexplorado que promove a otimização e economia em data centers

Afetando empresas em todo o mundo, tanto a pressão da otimização dos custos quanto a da digitalização se intensificaram desde o início da pandemia da covid-19. Embora a crise global tenha destacado a necessidade de aumento do investimento no digital, empresas tiveram que reavaliar os gastos para enfrentar a recessão econômica que ameaçou não somente a lucratividade, mas, por vezes, a sobrevivência delas.  

Então, qual é a solução? Otimização de processos: identificação e implementação de novas formas de reduzir custos e, assim, disponibilizar maiores fatias do orçamento para os investimentos. Entretanto, como mostrado pelo recente estudo da Evernex “Reação dos líderes de TI à incerteza econômica e digitalização“, oportunidades ainda continuam sendo desperdiçadas.  

O que o estudo descobriu? 

O estudo compilou 359 respostas de profissionais de TI que ocupam cargos gerenciais, operacionais e comerciais. Entre as empresas que foram negativamente afetadas pela pandemia (75% do total) e pela consequente crise econômica, cerca de um terço reagiu com cortes orçamentários, 60% adiaram a realização de investimentos e esta mesma porcentagem de negócios avaliaram os esforços de seus gestores para reduzir custos em equipamentos de TI e no setor em geral como alto ou muito alto.  

Apesar dos cortes, os investimentos em equipamentos de TI continuaram aumentando: 60% investiram o mesmo valor ou um ainda maior em infraestrutura em 2020 do que em 2019. Isso nos mostra que, mesmo com a pressão para diminuir gastos, poucas oportunidades são identificadas – mas elas existem, e os profissionais de TI podem dormir mais tranquilos ao saber que não é necessário fazer grandes sacrifícios de desempenho ou credibilidade do serviço.  

Infraestruturas estão se tornando mais complexas e duradouras  

A infraestrutura está cada vez mais heterogênea: de 2019 a 2020, a proporção de entrevistados operando equipamentos de TI de somente um fabricante diminuiu quase 50%. Em 2020, 60% dos participantes utilizaram equipamentos de até cinco fabricantes diferentes, e 18% de cinco ou mais.  

É provável que a crescente heterogeneidade seja parcialmente responsável pelo fato de quase um terço dos participantes terem relatado a necessidade de parcerias externas para a operação de seus data centers, além de suas próprias equipes.  

Ademais, os equipamentos agora são operados por muito mais tempo do que é estabelecido pelos períodos de serviço dos fabricantes originais dos equipamentos (OEMs). Em 2019, a Evernex identificou que quase 60% usavam equipamentos de data center por até dez anos ou mais e apenas 3% viam o ciclo de vida do produto estipulado pelo OEM como obrigatório.  

Além disso, em 2019, somente 37% reconheciam as diretrizes dos OEMs como um argumento de vendas para a aquisição de novos equipamentos, e 28% achavam que elas não deveriam ser levadas em conta. Essa tendência se repetiu em 2020, ano em que apenas 2% afirmaram usar seus equipamentos de acordo com o período de garantia. A maioria dos entrevistados (68%) continuou usando os produtos mesmo após o fim da vida útil do suporte (EOSL).  

Na mesma linha, 68% responderam que “sim”, continuam usando parcialmente os contratos de serviço de longo prazo dos OEMs individuais. Isso, no entanto, traz à tona o seguinte questionamento: quem faz o resto da manutenção? 

É bastante claro que, quanto mais complexa e heterogênea é uma infraestrutura de TI, maiores são o nível e a abrangência do conhecimento necessários para atender a cada modelo e marca – mais dependente de pessoal qualificado, portanto, será o suporte.  

Devido ao impacto gerado pela pandemia, a escassez de mão de obra capacitada implica a dificuldade, se não a impossibilidade, de recrutar ou empregar os especialistas exigidos internamente para que se garanta a realização de serviço técnico 24 horas e de emergência para sistemas críticos.  

Manutenção de equipamentos de TI independente: o caminho para a otimização 

Mais de 76% dos participantes do estudo estavam efetivamente buscando possibilidades que viabilizassem a redução de gastos e, ao mesmo tempo, mantivessem a qualidade de suas operações de TI. Contudo, enquanto 83% do mercado procurava soluções para tal problema, entre os nossos clientes esse número era de apenas 39%.  

Ocupando posição de liderança no mercado de manutenção de equipamentos independente (TPM), a Evernex tem a solução: manutenção sob demanda e personalizada para infraestruturas globais e multivendor, com economia de até 70% em comparação com os serviços fornecidos pelos OEMs, além de gerenciamento simplificado, renovação econômica de peças e contratos flexíveis.  

Apesar da economia, um terço dos participantes afirmou desconhecer a TPM; dos que a conheciam, mais da metade não a usava. Isso é um tanto quanto curioso, dado que 76% dos entrevistados disseram ver a TPM como uma alternativa inteligente à manutenção fornecida pelo fabricante visando prolongar a vida útil do equipamento mais adiante do período de serviço do OEM.  

Ao terem a Evernex como parceira externa para manutenção de equipamentos de TI, empresas podem redirecionar seus orçamentos, antes de TI, para outros setores e destravar processos econômicos que impulsionarão os negócios. Baixe o estudo completo e conheça melhor as oportunidades de otimização de custos para seu data center. 

COMPARTILHAR:

Enquire now